Páginas

quarta-feira, 3 de junho de 2015

Lula: PT pegar leve em Dilma. Mas pode mudar


 










Em conversas recentes, Lula pediu que aliados trabalhem para amenizar o tom dos ataques públicos feitos por petistas ao governo Dilma Rousseff. Preocupado com o desgaste da imagem do PT, o ex-presidente tem ponderado que o partido não vai se recuperar se o governo permanecer sob artilharia e que seria um erro ampliar o afastamento entre as duas instâncias. Lula faz críticas reservadas à condução da política econômica, mas desencorajou a pancadaria do PT em Joaquim Levy.  A informação é de Vera Magalhães, na Folha de S.Paulo desta quarta-feira. Diz mais a colunista:

"O ex-presidente afirmou que, se Dilma vetar a mudança no fator previdenciário, ele próprio fará críticas internas, mas tende a evitar ataques abertos.

"Interlocutores de Lula dizem que seu humor em relação ao governo mudou com a melhora da articulação política e as aprovações do ajuste fiscal e de Edson Fachin para o Supremo.

FONTE: BLOG DO MAGNO MARTINS 

ARDE,ORELHA !



 http://www.joaoalberto.com/wp-content/uploads/2014/02/28/270214nc001.jpg

As orelhas do governador Paulo Câmara e do prefeito Geraldo Júlio devem ter ardido bastante, ontem, no momento em que o senador Fernando Bezerra Coelho recebeu o vice-governador João Lyra Neto para uma conversa reservada em seu gabinete, em Brasília. Ambos estão um poço de mágoa com a dupla PC e GJ.

FONTE: BLOG DO MAGNO MARTINS

NÃO SAI !


 http://www.gazzeta.com.br/wp-content/uploads/2013/11/dep-raquel-lira-robero-tavares.jpg

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, não sentiu em nenhum momento qualquer sinal de que a deputada Raquel Lyra esteja pensando em deixar o PSB, conforme noticiado. Siqueira jantou segunda-feira em Brasília com ela e o seu pai, o ex-governador João Lyra Neto.

Fonte: Blog do Magno Martins 

sábado, 23 de maio de 2015

Fusão PTB e DEM trava, e dificilmente sairá

Depois de longas reuniões ao longo da semana, mesmo os maiores entusiastas da fusão do DEM e do PTB passaram a avaliar que são remotas as chances de ela se concretizar.

O PTB não aceita cláusula pedida pelo DEM de que as decisões do novo partido sejam aprovadas por 3/5 dos diretórios.
Já os petistas relatam divergências entre os diretórios paulista e nacional sobre a decisão de pedir na Justiça o mandato de Marta Suplicy, que deixou a sigla.
Apesar do anúncio da ação, feito pelo diretório estadual, o presidente nacional petista Rui Falcão não tem demonstrado estar 100% convicto de que essa é a melhor decisão.
O argumento usado por Falcão é o de que há risco de a estratégia não ser vitoriosa e ainda gerar novo desgaste de imagem para o partido no Estado em que amarga sua pior situação.  (Vera Magalhães - Folha de S.Paulo)
Fonte: Blog do Magno Martins 

sábado, 16 de maio de 2015

BASTIDORES DE 2018 EM BRASÍLIA


Encontro com Lula - O encontro de Lula com os senadores foi um show de lamentações. Além do ex-presidente, que voltou a se queixar de não ser ouvido, Renan afirmou que Dilma “optou” por Michel Temer e pelo PMDB da Câmara, quando o interlocutor do governo no partido sempre fora ele.

Eu, não - Lula chegou a dizer que tem um patrimônio político sólido e que não vai arriscá-lo se candidatando ao Planalto em 2018 se, até lá, o governo não melhorar.


Deixa pra lá - Lula não tocou no nome de Luiz Fachin, indicado pela aliada para o STF. Nem para pedir a Renan e aos demais senadores pela aprovação do advogado, na semana que vem. “Ele teria de explicar por que se recusou a indicar o Fachin quando teve chance”, interpreta aliado do presidente do Senado.

Lula aconselha Dilma a pensar se deve vetar fim do fator previdenciário


Vai por mim Lula recomendou a Dilma Rousseff no jantar de quinta-feira que reflita muito antes de vetar a emenda que muda o fator previdenciário, já aprovada na Câmara. Afirmou que barrar a alteração causaria desgaste enorme da presidente nas bases do PT. Na conversa com Renan Calheiros (PMDB-AL), horas antes, o ex-presidente afirmou que Dilma perdeu a chance de agradar esse mesmo eleitorado ao não se posicionar claramente contra o projeto que regulamenta as terceirizações.

Após reportagem do UOL, jovem de 18 anos deixa o Ministério do Esporte


Waleska Lima, ao lado de seu pai, o pastor Wagner Lima; exoneração após reportagem

Waleska Lima, ao lado de seu pai, o pastor Wagner Lima; exoneração após reportagem

Waleska Bondade Lima, estudante de 18 anos que fora nomeada coordenadora de Infraestrutura do Ministério do Esporte no último dia 17 de abril, pediu exoneração do cargo na tarde desta quarta-feira (13), horas depois da publicação de reportagem do UOL Esporte sobre a sua nomeação.

A informação sobre a saída de Waleska do governo foi transmitida à reportagem pela assessoria de imprensa do Ministério do Esporte, que não soube informar o motivo do pedido de exoneração, nem quando o desligamento da estudante será oficialmente publicado no Diário Oficial da União.

A agora ex-funcionária ministerial, que cursa o primeiro ano de uma faculdade de direito em Brasília, tinha um salário de R$ 4.700. Ela é filha do pastor da Igreja Universal do Reino de Deus Wagner Lima, que tem contatos pessoais com o ministro do Esporte que a nomeou, o pastor da Universal licenciado George Hilton (PRB-MG).

Conforme revelou o UOL Esporte nesta quarta-feira, desde que assumiu o Ministério do Esporte (há menos de seis meses), George Hilton já indicou 13 pessoas com credenciais duvidosas para cargos de confiança, todas elas ligadas ao PRB ou à Igreja Universal, ou a ambos. Das quatro secretarias nacionais que compõem o Ministério do Esporte, três foram postas por George Hilton sob o comando de políticos do PRB ligados à Igreja Universal.

Entre os casos mais extremos, além da nomeação de Waleska, há a contratação da modelo Cibele Mazzo, de 27 anos, que foi nomeada assessora do secretário Nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor, Rogério Hamam (PRB-SP). Sem qualquer experiência na área esportiva, Cibele tem um salário de R$ 8.554,70.

Aqui comigo: Já está na hora de abrir um Ministério para pastores e outro para padres que saem dos objetivos das igrejas e se metem em Política.

Torcida já fez Corinthians perder mais de R$ 7 milhões em punições desde Oruro


Corinthians jogará longe de Itaquera, neste sábado, diante da Chapecoense
Corinthians jogará longe de Itaquera, neste sábado, diante da Chapecoense

A partida contra a Chapecoense, marcada para este sábado na Arena Fonte Luminosa, em Araraquara, será a nona em dois anos que o Corinthians perde dinheiro graças ao comportamento inadequado de seus torcedores. Esses atos têm preço: mais de R$ 7 milhões em prejuízo para os corintianos, segundo estimativa da reportagem.  

Desta vez, a punição é referente ao uso de sinalizadores entre torcedores corintianos na partida contra o Grêmio pela reta final do último Campeonato Brasileiro. Esse ciclo teve início com a morte do jovem boliviano Kevin Espada, em Oruro, na abertura da Copa Libertadores 2013. Naquela oportunidade, também pelo mau uso de um sinalizador, que é a ocorrência mais frequente. O Corinthians também foi prejudicado por brigas e por uma garrafa atirada em árbitro assistente.

Nas oito partidas já disputadas fora da capital como mandante, o Corinthians registrou um prejuízo total de R$ 6.705.280,00. Se jogasse neste sábado em Itaquera, a perspectiva de renda calculada pela reportagem (entenda abaixo) seria de R$ 1,5 milhão aproximadamente. Como jogará em Araraquara, com renda inferior do que registra na capital, é quase certo que o clube passará de R$ 7 milhões perdidos.

De todas essas nove partidas, só em uma o Corinthians conseguiu recuperar parte da quantia perdida. Diante do Vitória, no último Campeonato Brasileiro, o clube deveria receber R$ 1 milhão de uma empresa para atuar em Cuiabá. Porém, o grupo alegou prejuízo e pagou apenas 25% do valor.

Confira os cálculos de cada um dos nove jogos em que o Corinthians foi punido desde 2013:

1 - Corinthians x Chapecoense - Brasileiro 2015 - Araraquara

Estimativa média de renda: R$ 1.569.880

Renda do jogo: a calcular

Prejuízo: a calcular

Punido por: sinalizadores diante do Grêmio no Brasileiro 2014

2 - Corinthians x Paulista de Jundiaí - Paulista 2014 - Americana

Estimativa média de renda: R$ 460 mil

Renda do jogo: R$ 351 mil

Prejuízo: R$ 89 mil

Punido por: sinalizadores diante do Santos no Paulista 2013

3 - Corinthians x Vitória - Brasileiro 2014 - Cuiabá

Estimativa média de renda: R$ 2,141 milhões

Renda do jogo: R$ 478 mil

Prejuízo: R$ 1,663 milhão

Punido por: briga de torcedores diante do São Paulo no Brasileiro 2014

4 - Corinthians 2 x 0 Millonarios-COL - Libertadores 2013 - portões fechados

Estimativa média de renda: R$ 2,334 milhões

Renda do jogo: zero

Prejuízo: R$ 2.334 milhões

Punido por: morte de Kevin Espada diante do San José-BOL na Libertadores 2013

5 - Corinthians 2 x 0 Bahia - Brasileiro 2013 - Mogi Mirim

Estimativa média de renda: R$ 929.382,00

Renda do jogo: R$ 223.758,00

Prejuízo: R$ 705.624,00

Punido por: briga de torcedores contra o Vasco no Brasileiro 2013

6 - Corinthians 0 x 0 Atlético-PR - Brasileiro 2013 - Mogi Mirim

Estimativa média de renda: R$ 929.382 mil

Renda do jogo: R$ 372.723 mil

Prejuízo: R$ 556.659 mil

Punido por: briga de torcedores contra o Vasco no Brasileiro 2013

7 - Corinthians 1 x 0 Criciúma - Brasileiro 2013 - Itu

Estimativa média de renda: R$ 929.382 mil

Renda do jogo: R$ 392.295 mil

Prejuízo: R$ 537.087 mil

Punido por: briga de torcedores contra o Vasco no Brasileiro 2013

8 - Corinthians 1 x 1 Santos - Brasileiro 2013 - Araraquara

Estimativa média de renda: R$ 929.382 mil

Renda do jogo: R$ 587.694 mil

Prejuízo: R$ 341.688 mil

Punido por: briga de torcedores contra o Vasco no Brasileiro 2013

Prejuízo 341.688 mil

9 - Corinthians 1 x 0 Fluminense - Brasileiro 2013 - Araraquara

Estimativa média de renda: R$ 929.382 mil

Renda do jogo: R$ 451.160 mil

Prejuízo: R$ 478.222 mil

Punido por: garrafa atirada em árbitro assistente contra a Portuguesa no Brasileiro 2013

Sobre estimativas de renda

Para estimar partidas do Brasileiro 2013, foi levada em conta a média de renda em jogos no Pacaembu pelo torneio.

Para estimar a partida da Copa Libertadores 2013, foi levada em conta a média de renda em jogos no Pacaembu pelo torneio. 

Para estimar a partida do Paulista 2014, foi levada em conta a média de renda dos jogos do Pacaembu no torneio.

Para estimar a partida do Brasileiro 2014, foi levada em conta a média de renda dos jogos na Arena Corinthians na competição.


Para estimar a partida do Brasileiro 2015, foi levada em conta a média de renda dos jogos da Arena Corinthians pelo Paulista 2015.